Laboratório interno garante a qualidade no processo de fundição

A Fundição OMIL possui laboratório completo e equipado com espectrômetro de emissão ótica, análise de areias, durômetro e metalografia

O processo de fundição exige muito conhecimento técnico, atenção e também cuidados especiais. Durante todo esse processo, várias normas são seguidas para a confecção de um produto perfeito e durável. Mas, para que isso seja possível, há uma etapa muito importante realizada dentro de um laboratório próprio da fundição: os controles internos de qualidade.

São eles que vão detectar se o lote de produto está de acordo com as normas de qualidade, se será durável e viável ao comprador e se terá garantia de não apresentar riscos.

Por este motivo, com o objetivo de fornecer peças com excelente padrão de qualidade que atendam as especificações técnicas dos clientes, a Fundição OMIL mantém um criterioso controle com um laboratório completo e equipado com espectrômetro de emissão ótica, análise de areias, durômetro, metalografia e técnicos em metalurgia para garantir a eficiência dos processos e qualidade do produto.

No laboratório da Fundição OMIL, são analisados: a composição química através do Spectro; análise metalográfica - grafita, matriz e nodularização através do microscópio; ensaio de dureza com o Durômetro; estudo das propriedades mecânicas; e ensaios de areia – teor de finos, módulo de finura, umidade, perda ao fogo, compactabilidade, voláteis, argila AFS (mufla, agitador de peneiras, etc)

Com todos estes testes, o processo passa a ter controles e padronização de fabricação e consequentemente, qualidade do produto e satisfação dos clientes.

Além do laboratório interno, a Fundição OMIL atende aos mais rigorosos padrões de qualidade exigidos pela Norma Internacional Directive CE e a ISO 9001:2015. Por este motivo e por ter essa preocupação com a garantia de qualidade, a OMIL se tornou uma empresa referência no processo de fundição.

Fotos

Tags

Aguarde